EXPOSIÇÃO ITINERANTE CASIMIRO DE BRITO

Querença, 17 de Janeiro de 2017

 

Exposição de Casimiro de Brito percorre o Algarve 

 

A diversidade, qualidade e originalidade da poesia de Casimiro de Brito, que granjeou uma homenagem na Fundação Manuel Viegas Guerreiro, eleva-se agora ao patamar do diálogo aberto com o público.
Albufeira dá o mote com a recente inauguração de Entre Mil Águas: Vida Literária de Casimiro de Brito, no Arquivo Histórico: “Esta é a primeira saída da exposição itinerante sobre a Vida Literária de Casimiro de Brito mas já temos compromissos com outros municípios para alargar esta iniciativa.” Gabriel Gonçalves, vice-presidente da Fundação Manuel Viegas Guerreiro, entidade organizadora da mostra, acrescentou no acto da inauguração: “É importante que programas como este não fiquem na gaveta e que sejam divulgados, daí que a Fundação também agradeça à Drª Patrícia, pela expressão que deu a esta exposição.”
Patrícia de Jesus Palma, comissária da mostra, segue o diálogo e explica a dinâmica do evento: “A ideia é colocar a obra do escritor em locais públicos de passagem e que quem leia uma palavra, um verso de Casimiro de Brito, o leve com ele. É preciso quebrar barreiras entre os escritores e os leitores.”
O desafio para esse diálogo está lançado e a Câmara de Albufeira orgulha-se por garantir a estreia: “Fico contente por Albufeira ser a primeira neste circuito do autor pelo Algarve. Fiquei impressionada com a quantidade de obra produzida por Casimiro de Brito e com o número de traduções. O Algarve tem cultura e quem hoje aqui está já percebeu isso”, argumenta Marlene Silva, vereadora da Cultura.
Também a Associação de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas marcou presença na abertura oficial da exposição itinerante. Margarida Vargues, falou em nome da delegação regional do Sul. “Para a BAD é sempre uma mais valia juntar-se a outros profissionais na divulgação de escritores e, neste caso, de um algarvio. Tudo o que se publica deve ser divulgado para se dar a conhecer”, defende.
Vários painéis e um filme aproximam a obra do público, na descoberta de um conhecimento mais amplo do autor. Depois de Albufeira a exposição itinerante irá para a Biblioteca Municipal de Loulé. Paragens já confirmadas em Faro, Silves, Olhão, Lagos e Vila Real de Santo António. Outros interessados, poderão solicitar a presença da exposição através do site da Fundação Manuel Viegas Guerreiro. Os materiais expositivos têm um sistema de montagem simplificado que se adapta facilmente a diversos espaços.
Casimiro de Brito, homem do mundo mas com raízes em Loulé tem vindo a alcançar as mais elevadas distinções em Portugal e no estrangeiro e está representado em mais de 200 antologias internacionais. Com obra traduzida em 30 línguas, entre elas árabe, holandês, sueco, servocroata, grego, romeno, búlgaro, húngaro, russo, chinês e japonês, é embaixador da Paz desde 2006.
Entre Mil Águas: Vida Literária de Casimiro de Brito, agora em périplo, conta com o apoio da Direcção Regional de Cultura do Algarve, da Câmara Municipal de Loulé e da Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas.
A comissária, Patrícia de Jesus Palma, é investigadora do CHAM (Centro de História d’Aquém e d’Além-Mar) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa e colaboradora da Fundação Manuel Viegas Guerreiro.