EXPOSIÇÕES

 

DIA 3 MAIO | INAUGURAÇÃO | MOSTRA DOCUMENTAL EGL


LUÍSA MARTINS



LUÍSA MARTINS | Nasceu em Moçambique no ano de 1965. Veio residir com a família para Loulé no ano de 1976, de onde os pais são originários, e aqui estudou até ao 12.º ano. Em 1986 tirou o curso de professora do Ensino Básico no Magistério Primário de Faro e foi na qualidade de trabalhadora estudante que, durante sete anos leccionou e terminou a licenciatura em História, a pós-graduação em História Regional e Local, e o Mestrado sobre a Expansão Marítima na Universidade de Lisboa.

Durante o tempo em que esteve em Lisboa aproveitou ainda para dar formação a professores na criação e desenvolvimento de projectos de Área-Escola nos Centros de Formação de Professores da Escola Secundária Luís de Camões e na Escola Secundária Herculano de Carvalho.

Entre 1996 e 1997 foi requisitada para a Direcção Regional da Cultura do Algarve, onde trabalhou em projectos de apoio a propostas dos agentes culturais algarvios e, em parceria com a Direcção Regional de Educação, desenvolveu a “Mostra das Escolas do Algarve”.

Em 1996 faz o curso de extensão universitária Scripta Volant: Medicos y Curanderos de Libros, Documentos. Restauracion de Pergamino y Papel, na Universidade de Sevilha e no ano de 1998 faz o curso de Marketing Cultural, no Centro Cultural de Belém.

Em 1998 foi trabalhar para o Instituto de Investigação Científica Tropical, tendo pertencido à equipa organizadora da “III Reunião Internacional de História de África”, em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian.

Em 1999 decidiu inscrever-se no doutoramento em História Contemporânea (área de Estudos Africanos e da Presença Portuguesa em África) na Universidade de Évora, onde se encontrava o seu coordenador de tese, recentemente chegado da Universidade Eduardo Mondlane, de Maputo.

Por motivos familiares vem definitivamente para o Algarve em Setembro de 1999, ingressando na Câmara Municipal de Loulé. Opta por ficar a residir em Faro, cidade onde nasceu o seu maior “diploma”: o seu filho, Daniel Filipe.

Desde 2000, é membro integrado do Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades da Universidade de Évora, como investigadora.

Desde 1999 até 2008 trabalhou como Técnica Superior na Divisão de Cultura e Património, onde desenvolveu projectos de organização de conferências, estruturação de exposições temáticas, criação dos serviços educativos do Museu, entre outros projectos de investigação. Entre 2008 e 2013 exerceu o cargo de directora de Departamento de Intervenção Local e Gestão da Informação, assegurando a aplicação da plataforma electrónica de organização dos arquivos.

Em 2010 defendeu a tese para doutoramento na Universidade de Évora sobre os Namarrais do Norte de Moçambique, que terminou com o grau de muito bom com distinção e louvor. Nesse mesmo ano tirou o curso de Gestão Pública na Administração Local (GEPAL) dado pelo Centro de Estudos de Formação Autárquica de Coimbra.

Em 2011 vai fazer o mestrado em Alimentação - Fontes, Cultura e Sociedade na Universidade de Coimbra, vindo desde então a desenvolver um interesse acrescido pelas temáticas da história da alimentação como reflexo do devir das sociedades. Desde esse ano é investigadora e colaboradora do projeto DIAITA da Universidade de Coimbra do Centro de Estudos Clássicos.

De 2013 a 2017 foi coordenadora da Equipa de Projeto da Cidade Educadora e da Promoção da Cidadania, dinamizando a Rede Municipal Loulé Cidade Educadora e em 2018 foi Chefe de Unidade Operacional de Promoção da Cidadania e da Cidade Educadora. Atualmente desenvolve investigação no sentido da organização de exposições temáticas e de apoio ao desenvolvimento cultural junto da Direção Municipal de Administração e Planeamento.

No que respeita à investigação científica e à publicação de trabalhos científicos, desde 1993 que participa em conferências nacionais e internacionais no âmbito das suas áreas de formação. Já participou em Encontros Nacionais e Internacionais sobre História de África na Universidade de York, em Toronto, na Universidade de Avinhão, na Universidade Federal do Rio de Janeiro e na Universidade Cândido Mendes também no Rio de Janeiro, na Universidade de Elche, na vizinha Espanha, e noutros Encontros em Universidades portuguesas – Universidade de Lisboa, ISCTE, Fundação Calouste Gulbenkian, Instituto de Investigação Científica Tropical. Já participou em Encontros Nacionais e Internacionais no âmbito da formação em História Regional e Local e em História da Alimentação – Clube de Tavira, Arquivo de Loulé, Universidade de Lisboa, Universidade de Coimbra, Universidade de Trás os Montes e Alto Douro, Universidade de Tours, Universidade de Évora e Universidade do Algarve.

Tem vários artigos científicos publicados em revistas científicas e em suportes electrónicos de instituições científicas, assim como em publicações de carácter geral, que versam essencialmente sobre estudos africanos, estudos da alimentação e estudos de história regional e local.

Para além de ser sócia e colaborar com a Casa da Cultura de Loulé também pratica atletismo, integrando uma equipa desde 2013. O último grande desafio foi a maratona de Valência em Dezembro de 2018, que terminou com saúde e alegria.

 

Apresentará a MOSTRA DOCUMENTAL EGL, no dia 3 DE MAIO


LUÍSA MARTINS |  Born in Mozambique in 1965, she moved to Loulé with her family in 1976. She started by studying to be a Primary Teacher. She then carried on working while studying and later completed her History degree in Lisbon. She now has a PhD in Contemporary History, she is a Post Graduate in Local and Regional History and she has a Masters Degree in History of the Expansion and Discoveries, along with a Masters Degree in Alimentation - Sources, Culture and Society. Her PhD thesis is related to the Namarrais tribes, in Northern Mozambique. She has been invited to attend several conferences, both national and international, focusing on her academic subjects. She has been a cooperator with several Universities and has published scientific articles on several magazines and scientific websites. She has been working at the Loulé City Council, in Loulé, since 1999. She forms part of the House of Culture of Loulé and she practices running as part of a team since 2013. The last great challenge was the Valencia marathon in December 2018, which she was able to fully accomplish with a great joy.


| HOSTING THE FREE GENERAL STUDIES DOCUMENTAL EXHIBITION ON MAY 3rd |



DIA 4 MAIO | INAUGURAÇÃO | EXPOSIÇÃO NUNO JÚDICE


RICARDO MARQUES



(Foto: Maria José Palla)

 

RICARDO MARQUES (Sintra, 1983) |Doutorado em Estudos Portugueses pela FCSH-UNL, com a primeira tese sobre a obra poética de Nuno Júdice (publicada em 2013 sob o título Na Teia do Poema: um percurso intertextual na obra poética de Nuno Júdice). Ocupa-se actualmente de uma investigação pós-doutoral sobre a eclosão das publicações periódicas do modernismo literário e artístico lusófono. 

Desenvolve actividade crítica em revistas da especialidade (Colóquio-Letras, JL, Relâmpago) sendo também tradutor de poesia e tendo editado dispersamente algumas dessas traduções. Neste âmbito foram publicados, entre 2011 e 2018, as antologias poéticas de Tennessee Williams, Amy Lowell, D.H. Lawrence, Vicente Huidobro, Patti Smith, Billy Collins, entre outros.

Publicou os seguintes livros de poesia:  Eudaimonia (2012), Servidões (2013), Makar (2014), Bucólica (2014), Didascálias (2014), Metamorphoses (2015), Ruinenlust (2016) e A noite (variações) (2017). Este ano prepara a publicação de uma antologia de poetas futuristas, vertidos pela primeira vez em português, selecionados e traduzidos por si, bem como um novo livro de poesia. 


Curador da Exposição A Matéria do Poema: 50 anos de vida literária de Nuno Júdice

 

RICARDO MARQUES | PhD in Portuguese Studies (FCSH-UNL) with the first thesis on the poetry of Nuno Júdice (published in 2013 under the title Na Teia do Poema: um percurso intertextual na obra poética de Nuno Júdice). He is engaged in a postdoctoral research on the outbreak of the periodical publications of Lusophone literary and artistic modernism. He is a literary reviewer in many literary magazines (Colóquio-Letras, JL, Relâmpago) being also translator of poetry and having edited dispersely some of these translations. In this frame, poetry anthologies by Tennessee Williams, Amy Lowell, D.H. Lawrence, Vicente Huidobro, Patti Smith, Billy Collins, and others were published between 2011 and 2018. He published the following books of poetry: Eudaimonia (2012), Servidões (2013), Makar (2014), Bucólica (2014), Didascálias (2014), Metamorphoses (2015), Ruinenlust  and A noite (2017). This year he prepares the publication of an anthology of futurist poets, in Portuguese for the first time, selected and translated by himself, as well as a new poetry book.


 | NUNO JÚDICE exhibition curator |