MÚSICOS

JAM-a-LYRICA

JAM-A-LYRICA, quando as palavras se encontram com a música
Tânia Silva e Paulo Moreira, actores da ACTA, e o músico Zé Eduardo, referência internacional do jazz, servem ao público, de um modo original, poemas de 6 autores contemporâneos: Adão Contreiras, Adília César, Fernando Esteves Pinto, Maria Luísa Francisco, Miguel Godinho, Vítor Gil Cardeira.
O espectáculo surgiu de uma ideia inicial do escritor e editor Fernando Esteves Pinto é uma produção da Associação Grémio das Músicas.
Zé Eduardo, músico e pedagogo, está radicado no Algarve há cerca de 20 anos. Foi fundador da Escola de Jazz do Hot Clube de Portugal em 1979 e Director do Taller de Músics de Barcelona de 1983 a 1990. Já no Algarve foi organizador e director de vários Festivais Internacionais de Jazz, nomeadamente Faro e Loulé. Promove também workshops de Jazz por toda a região. Pelo seu trabalho em prol da divulgação da Cultura, recebe em 2003 a medalha de Prata de Turismo, da ERTA.
Tânia Silva é natural de Faro. Desde 2003 que trabalha profissionalmente nas áreas do Teatro e Música.
Paulo Moreira tem exercido atividade profissional no teatro, nomeadamente como encenador na ACTA (A Companhia de Teatro do Algarve) e como declamador de poesia. Publicou três livros em nome próprio: a novela Maria Manuel, o volume de teatro Pessoa(s) em Cena, e a obra de ficção Curt’os Contos.

 

JUAN LUIS PINEDA

Es, ante todo, un músico en permanente huida de los tópicos que rodean a la canción de autor. Ajeno por igual a la beligerancia, el malditismo y la sacarina, su único compromiso es con el tiempo y el mundo que le ha tocado vivir; su ambición, seguir creciendo como hombre y músico. Nada de ello impide que este joven se San José del Valle (Cádiz) asuma con la debida admiración la herencia de sus maestros más veteranos –Serrat, Aute, La Nueva Trova Cubana, la escuela brasileña- y absorba las lecciones de las nuevas hornadas, principalmente de Jorge Drexler y Pedro Guerra. Pero su decidida voluntad de hallar un acento propio y original acaba, no obstante, abriéndosde paso en el prolijo catálogo de sus influencias. Con estos aparejos, Pineda lanzará en enero de 2002 su primer álbum, Olla de grillos, fruto de una larga y en absoluto precipitada meditación, así como de un arduo bagaje de carretera. Doce poemas, firmados por otros tantos autores andaluces y foráneos –de José Agustín Goytisolo al cubano José Pérez Olivares, pasando por Luis García Montero entre otros- componen el repertorio de un disco avalado por sendos textos de José Manuel Caballero Bonald y Fernando González Lucini, dos autoridades en el género. Una voz firme y clara para una nueva era en la música popular en español.
Mais Informações em: https://www.facebook.com/coordenadasmusica/?fref=nf&pnref=story

 

MARINA CEDRO

Autora Poeta Compositora Cantante Argentina

Nací en Buenos Aires. 
Buenos Aires tiene una personalidad urbana, cosmopolita, moderna.
Buenos Aires tiene una personalidad misteriosa, a veces supersticiosa.
Buenos Aires posee la voz del tango.
El tango es una música que se canta, se baila, tiene una voz.
Para ustedes, mi música de Buenos Aires.
                                                                 Marina Cedro
Mais Informações em: https://marinacedro.com/

 

 ALMA FLAMENCA

Jesus Herrera (Pémio Nacional de Baile Flamenco 2005 por Alegrías) e Lola Jaramilla (Prémio Nacional de Baile Flamenco 2006 por Tarantos) são a “Alma” deste espectáculo, que faz um percurso por diferentes ”palos” (géneros) de flamenco, outorgando-lhe a cada um o sentimento e pureza que requerem.
A grandeza da farruca, o estilo da caña, a frescura das alegrías, a profundidade do taranto e a pureza da soleá. Tudo isto adereçado com solos de cante e guitarra e rematado com um autêntico fim de festa. ALMA FLAMENCA é um espectáculo de flamenco na sua máxima expressão.

 

Al baile: Jesus Herrera
Al baile: Lola Jaramilla
Al cante e palmas: Jesus Flores
Al cante e palmas: Galli
Cajón: Andrés
Al toque (guitarra): Ruben Romero
Violino: David Moñiz


ORQUESTRA DE ACORDEÕES do Conservatório de Música de Loulé

Orquestra de Acordeões do Conservatório de Música de Loulé dirigida pelo Prof. Gonçalo Pescada, declamação de poemas de poetas algarvios por Luis Abreu e Francisco Garrancho com acompanhamento musical em guitarra clássica por Paulo Galvão e disponibilização de acompanhamento musical em guitarra clássica pelo mesmo artista no decurso das declamações de poemas de poetas espanhóis


ENSEMBLE DE FLAUTAS, Pela Academia de Música de Lagos/Conservatório de Música de Loulé

A Academia de Música de Lagos/Conservatório de Música de Loulé é uma Associação de Utilidade Pública sem fins lucrativos, de reconhecido mérito cultural, Medalha de Mérito Cultural Nacional em 1993 e Mérito Municipal, pela Câmara Municipal de Lagos em 2002, Medalha de Mérito Municipal grau prata atribuída pela Câmara Municipal em Portimão em 11 de Dezembro de 2011,atribuição do distinto selo de Escola Intercultural pela Direção – Geral da Educação e o Alto – Comissariado para as Migrações, com a vigência de dois anos letivos 2014/2015 e 2015/2016, Voto de Congratulação e Louvor atribuído pela Câmara Municipal de Lagos a 20/05/2015, e com reconhecimento por parte da Secretaria de Estado da Cultura do manifesto interesse cultural, cuja finalidade é promover a cultura musical e fomentar contactos que dêem lugar à expansão da sua actividade a nível local, regional, nacional e internacional;


.